Operação mira investigados por facilitar construções irregulares em Florianópolis

  • 24/11/2022
(Foto: Reprodução)
Segunda fase da "Mecanismo Verde" busca identificar esquema que viabilizava as obras para posteriormente fraudar a venda e a legalização desses imóveis. Operação Mecanismo Verde foi coordenada pela Delegacia de Investigação de Crimes Ambientais e de Crimes contra as Relações de Consumo (DCAC) Polícia Civil/Divulgação Treze mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta quinta-feira (24) pela Polícia Civil contra investigados de integrar um esquema de construções irregulares em Florianópolis causando prejuízos na ordem ambiental, contra a administração pública, corrupção e furto de energia elétrica. A segunda fase da "Mecanismo Verde" dá continuidade à operação deflagrada em dezembro de 2020, onde foi investigado um esquema que viabilizava as construções na capital para posteriormente fraudar a venda e a legalização desses imóveis. Os alvos das buscas desta quinta foram residências e uma empresa do ramo imobiliário da capital. Compartilhe no WhatsApp Compartilhe no Telegram "Restaram apreendidos documentos relacionados ao objeto da investigação, bem como aparelhos celulares e outros dispositivos informáticos, os quais serão encaminhados para perícia da Polícia Científica", detalhou a corporação. Os nomes dos investigados não foram informados pela coordenação da operação, liderada pela Delegacia de Investigação de Crimes Ambientais e de Crimes contra as Relações de Consumo (DCAC). Corrupção A operação em 2020 descobriu que o esquema entre construtores civis e servidores públicos facilitava a liberação de áreas para as construções irregulares, que posteriormente eram comercializadas com a falsa promessa de futura regularização e individualização dos imóveis. Ainda na época, os servidores investigadores recebiam vantagens financeiras para afrouxar a fiscalização e liberar alvarás dos locais irregulares. Além disso, os envolvidos do esquema teriam garantido aos compradores dos imóveis que as construções seriam regularizadas pelo município. Segundo a Polícia Civil, Florianópolis tem um histórico de construção de loteamentos irregulares e de exploração imobiliária irregular, sustentada por supostas fraudes e suspeitas de corrupção nas atividades investigadas. VÍDEOS: mais assistidos do g1 SC nos últimos 7 dias Veja mais notícias do estado no g1 SC

FONTE: https://g1.globo.com/sc/santa-catarina/noticia/2022/11/24/operacao-mira-investigados-por-facilitar-construcoes-irregulares-em-florianopolis.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

No momento todos os nossos apresentadores estão offline, tente novamente mais tarde, obrigado!

Anunciantes